quarta-feira, 30 de junho de 2010

Desculpa Pedrito...

Depois de muitas promessas, aqui vos mostro um guia essencial para a Homossexualidade. Os meus parabéns à equipa por fazer um óptimo trabalho. Vale a pena darem uma espreitadela. xD

http://pontododesenrasque.blogspot.com/

terça-feira, 29 de junho de 2010

O Fim

E não é que a minha querida saga do Harry Potter está a chegar ao fim? Que pena, só de pensar que ando à quase dez anos nisto, até assusta. Ainda me lembro dos primeiros filmes, das primeiras vezes que os vi. Lembro-me de ser a primeira vez que ficava fã de alguma coisa.
Mas a verdade é que nem tudo dura para sempre.



PS: Afinal vou à praia na quinta, com dois amigos meus bem jeitosinhos e com a Evans.
PS2: Apartir de quarta vou começar a correr todos os dias com um amigo meu e a Evans, está na hora de ganhar um bubble butt
PS3: Na próxima terça vou comprar uns óculos de sol, não são giros?

domingo, 27 de junho de 2010

Vampiros

Realmente, agora tudo serve para um filme porno. E não é que se inspiraram na Saga Twilight, mais propriamente "Crepúsculo" para criar um filme porno gay?
A verdade é que o tema "Vampiro" foi sempre interessante, sexy, ainda por cima os vampiros de Meyer que são lindos de morrer, brilham (não gosto muito dessa parte, mas pronto) e têm olhos lindos.
Apartir desta conversa de vampiros passo para outro tema, o fetiche, para quê? Porque eles estão intimamente ligados.
Em relação aos meus fetiches, posso-vos dizer que sou um amante do sadomasoquismo. Não do espancamento brutal até fazer sangue, apenas me agrada a ideia de estar preso, completamente à mercê do outro e ele poder-me fazer aquilo que quiser, ou o inverso, ser eu a comandar e puder fazer aquilo que quiser do meu parceiro/a. No caso do espancamento (mais conhecido por spanking), aprecio um bom castigo, ser levemente espancado ou ser espancado até ás lágrimas. No entanto o local do espancamento é sem dúvida o rabo. Sempre tive uma atracção por rabos, especialmente os típicos bubble butts que são óptimos para espancar, infelizmente não sou um felizardo por um obter um cu desses.
Por último não queria deixar de afirmar que também tenho um  fetiche com médicos.
O cenário ideal seria num consultório, em que seria amarrado à maca e depois seria me administrado um enema à força e depois levava um bom espancamento. No fim podia muito bem ser penetrado. Esta situação caso fosse o passivo, se fosse Activo era o inverso. Por esta hora já devem ter percebido porque é que eu coloquei censura no blog. :X
Voltando aos vampiros: sempre achei a parte do pescoço sexy e especialmente quando se morde ou é mordido nessa área, é excitante, por isso este filme tem uma grande área de interesse para mim.


Deixo-vos o link do blog do realizador: http://aftonnills.blogspot.com/
O link do site oficial do filme: http://www.twinklightthemovie.com/main.html


E o trailer, claro:


PS: Se alguém me arranjar este filme porno: http://theater.aebn.net/dispatcher/movieDetail?movieId=122417&theaterId=42938 Agradecia, profundamente. :D

sábado, 26 de junho de 2010

Homónimos...

Para não confundir...

-Um beijinho especial para um gémeo muito fofo e podre de bom (é por causa disso que eu nunca consigo ter uma conversa com ele, sem ter de falar sobre sexo) e que provavelmente o vá conhecer um dia xD

-Um beijinho especial para um gémeo também muito fofo e muito cute, a quem eu tenho andado a fazer muitos interrogatórios por sms e que provavelmente o vá conhecer um dia também xD



PS: Não era preciso ser um beijo destes, mas eu gostei da imagem. Aceitem-no como quiserem.

Sempre que te vejo

Ontem à noite estava a ouvir uns CDs antigos que tinha e encontrei as bandas sonoras dos "Morangos com Açúcar: Férias de Verão 3", "Morangos com Açúcar 4" e Morangos com Açúcar 5". Nunca fui muito adepto desta série, apenas vi a temporada 4 toda.  E foi então que descobri esta musiquinha dos 4Taste e apercebi-me que é exactamente como me sinto quando estou com o Tuga.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Actualizações

Nos últimos posts tenho-me esquecido de referir algumas coisas, por isso resumi isso tudo num só post:

- Os pêsames à família de José Saramago (RIP)
- Parabéns a Portugal pelo maravilhoso 7-0
- Parabéns à TVI pela grande reportagem de segunda-feira (a minha mãe viu atentamente e não me pareceu revoltado, estava até interessada)

E por último... Parabéns a Portugal por ter empatado com o Brasil, porque mais vale empatar do que perder.  FORÇA PORTUGAL!

(Agora um parênteses: estava eu muito calmo a ver o jogo com o Brasil e de repente, na altura em que o Simão ia marcar canto, vi o Cristiano Ronaldo agarrado a um jogador brasileiro e depois dá-lhe uma palmado no rabo e concentra-se no jogo. Fiquei tipo: WTF? Isto é um jogo ou uma boate gay? Enfim, não quero de forma alguma magoar os fãs dele, porque eu até o acho girinho e tal e em questões de profissão, deixem-me que lhes diga que ele só marca como deve ser lá fora, porque aqui faz pouco. Ainda por cima irrita-me que é tudo "Ah, o Cristiano Ronaldo isto, o Cristiano Ronaldo aquilo...", mas então e o resto da Selecção que por vezes marca mais golos que o próprio Ronaldo, ein? Fica aqui a minha opinião)

Beijos.

PS: Aposto que eles tá a dizer: E SE FOSSEM MEXER NA VOSSA PILINHA?


Monotomia

Acabei por não sair com a Evans, ela estava (e está) com uns problemas e não deu.
O que eu odeio nas férias é a monotomia. Acordo por volta das 10, tomo o pequeno-almoço, vejo televisão ou estou no computador, almoço, leio ou vejo um filme ou vejo tv, tomo banho, vou para o computador novamente, janto, volto para o computador, por volta das 23 desligo o PC, leio ou vejo tv e por volta da 1 da manhã vou dormir, mesmo assim ainda dou algumas voltinhas na cama até adormecer e ás vezes, quando isso não dá resultado, uso um dos beneficios pós-orgasmo. :D
Ás vezes saio com amigos, mas a verdade é que nem sempre podem e não estou para gastar dinheiro todos os dias, até porque não é necessário.
Para a semana vou a Fátima na terça, na quarta vou à praia com a minha turma (com os meus colegas girinhos) e na outra segunda vou ver o tão esperando filme... "A SAGA TWILIGHT: ECLIPSE".
Sou fanático admito, mas ao longo da minha vida sempre tive fanatismos, já fui fanático do "Harry Potter", sabia os feitiços de cor, sabia tudo de cor, até dava aulas de Defesa Contra a Magia Negra. Enfim, era um tótó, um obcecado.
Mas agora estou mais fanático pela Saga Twilight, comecei a ler os livros em Junho de 2007 e nunca mais parei. Curiosamente o primeiro livro que li foi "Eclipse", sendo desde já o meu preferido. Não tenho personagens preferidas, mas gosto bastante do Jacob, devido à minha personalidade ser igual à dele, por vezes via-me a ler as falas dessa personagem e a pensar "Bolas, eu faria exactamente isto, parece que sou eu a falar". Mas vou-me conter até ver o filme, porque estou muito ansioso.
Hoje fui ver as minhas notas, estão péssimas, tive 9 a Matemática e 10 a Físico-Quimica, vou terminar o 10º ano com uma média de 12, mas felizmente passei para o 11º ano e desta vez vou-me aplicar a sério.
Hoje no autocarro, quando entrei com a Evans, reparei que um rapazinho (que eu já tinha visto antes no autocarro e que por acaso tinha trocado olhares com ele) estava sentado lá atrás. A Evans puxou-me pros últimos bancos do autocarro e quando me sentei, vi o rapaz com a cabeça virada para trás a olhar para mim e quando eu olhei pra ele, ele desviou o olhar. Fiquei intrigado, mas nunca mais trocou olhares comigo, nem mesmo quando saiu na sua paragem que é apenas a terceira antes da minha.
E aqui está o relato da minha vida secante (palavras da Kal. :D), espero que a vossa seja mais interessante que a minha, porque neste momento está uma m****.

Beijos
(Um beijo especial para o gémeo fofo a quem eu tenho andado a fazer muitos interrogatórios e que provavelmente o vá conhecer um dia xD)

PS: Vou começar a trabalhar em Agosto num Call Center.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Dias atribulados.

Na sexta correu tudo bem, mas a amiga da Silvie não foi. ): Resultado, foi a Kal, a Ca*, a Silvie, e as duas amigas do Tuga. Foi muito divertido, jantámos e ainda tivemos a dar umas voltas cá fora a apreciar a vista linda do pôr-do-sol. Mais tarde ainda fomos abordádos por uns romenos bêbados, tavamos a ver que aquilo ia dar pro torto, mas logo eles se foram embora. Mais tarde fomo-nos embora todos compactados no carro do pai da Ca*.
Sábado passou lentamente, não tinha nada para fazer, passei o dia todo a trocar sms com o Tuga e partilhámos experiências sexuais, foi engraçado, parece que a nossa amizade está a ficar cada vez mais forte.
No domingo, há noite, mandei uma mensagem um pouco comprometedora ao Tuga e desde aí ele tem-me falado um bocado assim, como é que eu ei de dizer... "esforçado". Sei que fiz merda e não sei o que pensar.
Falando em coisas boas, na segunda fui com a minha mãe ao EL Corte Inglés, ver o filme "Prince of Persia: The Sands of Time". O filme é fantástico, a principio éramos para ir ver o novo filme de Nanny McPhee, mas como tiverem a infeliz ideia de não colocar a versão original do filme legendado, acabámos por ir ver o "Persia", porque sinceramente odeio dobragens, ficam horriveis, mas enfim, o importante é que amei o "Príncipe", e achei os dois protagonistas muito giros, muito "hots". O filme pode ser de fantasia, porém tinha mensagens muito normais e humanas que deviam ser assimiladas e repensadas pelo público que vê o filme, eu por exemplo costumo reflectir sobre cadafilme que vejo. Adorei a prestação dos actores, o protagonista já tinha visto no "Segredo de Brockeback Mountain" e foi excelente. Também vi com cada deus(a) grego(a),no centro comercial, por Zeus...
Hoje não fiz nada de especial, porém amanhã vou com a Evans ao cinema, vamos arrebentar com o Vasco LOL.

Fiquem bem.

PS: Não fiquem com esperanças que poste fotos privadas aqui, ainda por cima a Kal lê o blog e isso aí era intimidade a mais.

PS2: Concordo contigo, Michelle, parece que estou mesmo com o cio. Habituei-me ao carinho e agora sinto falta dele, é a vida. Tenho de me conformar.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Pronto, pronto...

Não batam mais no ceguinho! Já entendi que fiz mal em usar a gillete.. Prometo que da próxima vez uso um creme depilatório, prometo! Se quiserem até posto uma foto do resultado depois (hehehe, falta de gajo dá nisto).

Hoje vou aos anos da Silvie, no Vasco (again), vamos jantar lá e darmos umas voltinhas. Ainda por cima vem uma amiga dela, amiga essa que pensa que eu tenho andado a falar com ela por sms, mas a verdade é que são as minhas amigas e não eu, ou seja a miúda já tava toda interessada, vamos ver o que vai acontecer... Será que é hoje que vou ter a minha primeira experiência heterossexual? Who know...
Á alguns dias tenho falado com um rapazinho interessante por sms. Á algum tempo atrás, era para nos encontrarmos, mas ele ainda estava confuso porque tinha saído de uma relação à pouco tempo. Pode ser que agora já não esteja confuso... Ups, ele lê o blogue :O

Beijos e até Sábado, desejem-me sorte.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Férias


Finalmente começaram as férias e por isso hoje fui sair com a Evans, com a Ca* e com a Kal.
Almoçamos no café do nosso bairro e depois seguimos pro Vasco da Gama (como sempre).
Comemos um magnifico Sundae e demos algumas voltas no Centro Comercial e acabámos por dar a nossa voltinha à beira-tejo.
Ainda no centro comercial, reparei que um estrangeirinho loiro de olhos verdes (so cute) estava a olhar pra mim, agora das duas uma: ou estava a gozar comigo, ou gostou de mim, o mais estranho é que ele virou-se pra amigo e comentou e o amigo também olhou. Fiquei com cara de parvo a olhar pra eles, afinal, não sabia quais eram as intenções deles.
Cá fora andei a alegrar a vista com todas aquelas visões de jovens a aproveitarem as suas férias, foi engraçado, dei pra sair de casa e respirar ar puro.
Hoje também fiz depilação pela segunda vez: depilei o meu rabo com a gillete e aparei à frente, ainda rapando um pouco. O meu rabo ficou óptimo, um pouco sensível, mas lisinho e suave, mesmo ready to fuck.

Por hoje é tudo e deixo-vos com uma foto que tirei especialmente para vocês, enjoy.

PS: A foto tá um bocado estranha, a culpa é da fotógrafa xD

terça-feira, 15 de junho de 2010

Última chance...

Foi o último dia de aulas, finalmente, é mau deixarmos os nossos colegas, os nossos amigos, mas também é bom podermos descansar um pouco.
A melhor amiga do Tuga já sabe que eu sou Bi e reagiu muito bem e diz que me admirava por eu ter coragem por assumir isso. No entanto ela disse-me que achava que o Tuga era hetero, por isso não me poderia dizer nada de especial, até porque nunca tocou nesse assunto com ele.
Admito que fiquei um bocado desapontado com o resultado da minha "pesquisa", pensava que era desta, mas no entanto criei demasiadas expectativas para nada. Nunca criem expectativas porque é horrivel quando elas não são correctas.
Agora que reflicto, penso que talvez o Tuga não seja gay, nem bi. Penso que talvez considerem todas as acções dele como "suspeitas" devido ao facto de eu gostar dele.
No entanto, vou continuar amigo dele, afinal ele é fixe, simpático e é boa pessoa, apesar de ser chato ás vezes.
Ele combinou comigo para irmos ter Natação para o Corpo de Bombeiros e eu fiquei tipo "Eles têm instrutor?", e ele "Claro".  Eu nem quero imaginar quando for a parte de tomar banho lá... Acho que vou tomar banho com uma venda nos olhos LOL. Ainda por cima bombeiros: Mangueiras + Tuga + mais gajos calientes... isto vai ser lindo.
Quanto à escola, na melhor das hipóteses passo sem negas, na pior passo mas sem me puder inscrever na Matemática de 11º ano. A minha média vai ser uma porcaria, tenho de me aplicar a sério no ano que vêm senão estou feito ao bife (passo a expressão).
A despedida foi um pouco dificil, especialmente a do Boss, pois ele vá chumbar e ainda por cima vai mudar de área, fiquei bué triste porque eu gosto bué dele é um grande amigo, mas enfim, uns perdem-se e outros ganham-se.

Bem, agora que vão começar as férias vou então começar o meu treino intensivo e para isso encontrei este magnífico site que mostra alguns exercícios para partes específicas do corpo e que podem ser feitos em casa!

Por hoje é tudo, até mais.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Hoje não houve nada de especial.
Contei a mais duas amigas minhas sobre a minha bissexualidade e correu bem, amanhã pretendo contar à melhor amiga do Tuga.
Hoje descobri que o Tuga gosta de Lady Gaga, especialmente Bad Romance, que segundo ele é a melhor música do mundo (A Gaga não é o ícone dos homo?)
Também descobriu que antes ele não gostava de Crepúsculo dizia que aquilo era para gajas, mas hoje disse-me que adorava e que queria ir ver o Eclipse comigo.
Quando eu contei sobre mim à minha colega ele vira-se: "Ah, andas com muitos segredinhos com a Ca*, não me podes contar? " E eu: "Nem penses..." E ele: "Oh vá lá..." E eu respondi: "A sério, não."
Continuei o dia todo com ele, sempre a falarmos sobre Sims  e coisas assim.
Depois queria que eu lhe coçasse o rabo. -.-' E ele é todo convencido a dizer que tem ganda rabo e depois ainda me perguntou e eu disse "Ya, ya, tens, então não..."
Reparei que ele tem me dado várias pistas (eu gosto de Gaga e de Crepúsculo), e tem se chegado mais ao pé de mim. Mas em contrapartida tem me mostrado fotos de gajas com quem ele fala e isso e tem me mostrado as mensagens entre eles e aí eu fico extremamente confuso.
E hoje, tava eu, o Boss e outro colega meu quando vimos três supostas raparigas ao fundo, e o Boss vira-se "Ah assim é que eu gosto, grandes e boas". Mas quando chegámos mais ao pé delas é que reparámos que a terceira era o Fofinho: estava com uns óculos enormes, com um rebordo branco e com o cabelo todo esticado para trás, preso com um tótó. E ainda tinha um lenço branco ao pescoço. Quando vi aquilo fiquei: :O E comecei a gozar com o Boss.
Eu gosto de gajos, mas sinceramente, se eu quiser gajas, escolho uma gaja a sério (desculpem lá se ofendi alguém).

Por hoje é tudo, pode ser que amanhã tenha algo de interessante.

sábado, 12 de junho de 2010

Blah... blah... blah...

É verdade, já há algum tempo que estava a programar isto e hoje acabei por fazê-lo.
Criei um e-mail só para os meus caros leitores, caso queiram falar comigo, criticar, ou fazer outras coisas (eu sou um pervertido não sou?), por isso aqui está ele: adolescentebi@hotmail.com

Um resto de bom fim-de-semana a todos.

Kisses and hugs.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Quase lá...

Ora bem, hoje estou muito contente, e vocês verão porquê...
De manhã perdi o autocarro que eu costumo apanhar que passa perto da casa do Boss, mas logo quando cheguei a escola apanhei-o, pois ele tinha saído no autocarro em frente ao meu.
Pouco depois de termos chegado à escola, a melhor amiga do Tuga chegou e começamos a falar com ele, sobre o facto de nós acharmos que ele é gay. Ela respondeu-nos que já várias vezes lhe tinha dito isso e até perguntado, mas ele nunca confirmou ou desmentiu (fiquei logo de antenas no ar).
A Kal não foi hoje ás aulas e portanto fiquei sem colega de carteira, resultado: o Tuga passou quase o dia todo ao meu lado.
Em Matemática sentou-se ao meu lado e continuou a aproximar-se a olhar, até que me começa a desenhar flores, inclusivé uma árvore que em vez de ter frutos, tinha caralhos (ele é parvo, eu sei). Depois convidou-me para ir com ele pra natação. E eu fiquei tipo: :O Só de o imaginar num slip de banho a fazer natação comigo e depois irmos para os balneários os dois e... enfim, sonhei. Disse-lhe que ia pensar, ele disse-me que era para alargar os ombros e aprender a nadar (também tenho essas razões) e eu disse-lhe que ia falar com a minha mãe.
Depois em Inglês, fomos lá marcar presença e viemo-nos logo embora para o intervalo o qual passei todo o tempo com o Tuga ao meu lado, por vezes quase encostado a mim. Estivemos a falar o intervalo inteiro, até que houve uma parte em que ele disse que ia à casa-de-banho e eu disse que ia com ele, pois também precisava de ir mijar. Ele não mijou ao meu lado, mas sim a uns microtórios de distância. E não é que, enquanto estavamos a mijar, ele põe-se a gemer? Eu fiquei perplexo e olhei pra ele e ele estava mesmo com aquela cara que a gente sabe. Agora que penso melhor, até pode ser que tivesse a bater uma, mas não, tinha de ser demasiado rápido e aliás ele devia estar mesmo a mijar porque ele até me perguntou: Porque é que sabe tão bem mijar?
Eu respondi-lhe com a ingenuidade no meu ponto mais alto: Porque estás a aliviar.
Depois sentámo-nos numas escadas em frente ao refeitório, estivemos quase encostados um ao outro e ele ainda por cima pôs uma música romântica: só me apetecia beijá-lo naquele preciso instante, agarrar-lhe aquele membro que a gente sabe e mamá-lo mesmo ali e depois obrigá-lo a fazer-me o mesmo.
Depois fizemos só a auto-avaliação a Educação Física e viemos logo embora, eu, o Boss e o Tuga viemos para a paragem de autocarro.
Foi ai que eu (e o Boss) reparámos que depois do Tuga cumprimentar um amigo dele, olhou pro cu dele, porque ele estava com os boxers a verem-se e por acaso até tinha um grande cu. Foi também na paragem que o Tuga me convidou para eu ir para casa dele e eu (FEITO ESTÚPIDO) recusei, ele insistiu mas eu volteu a recusar. Enfim, hão-de haver mais oportunidades.
O Boss já topou o Tuga e diz que ele é gay, então está sempre a gozar comigo por eu o ter que aturar (digamos que ele é bastante chato).
Outro facto é que a Brócolos também notou que o Tuga também tem uns tiques estranhos, aliás ele faz pose quando está parado, como eu. É engraçado.

Estou a pensar em contar que sou Bi à melhor amiga do Tuga, pode-se que haja um milagre.
Por hoje é tudo, durmam bem.

Até!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Contos Eróticos by Dé Porn (+18)

Ainda quando andava com o Cláudio escrevi estes dois contos eróticos e um deles já tinha postado aqui, mas agora vou postar uma versão mais sexual.
Também fiz uma versão heterossexual destes contos para mostrar aos meus colegas e foi apartir daí que fiquei conhecido pelo "Dé Porn".
AVISO-VOS QUE OS CONTOS SEGUINTES SÃO DE CARÁCTER SEXUAL EXPLICÍTO QUE PODE FERIR ALGUMAS MENTES.

Na casa dele
"Acordei com o som do bater da porta da rua, rapidamente peguei no relógio e verifiquei que eram 8:55. Levantei-me e, cuidadosamente, olhei para a cozinha: não estava ninguém.


Percorri o corredor e vi que o quarto da mãe dele estava aberto, o que deduzi que tivesse sido ela a sair. Imediatamente segui em direcção ao quarto dele, abri a porta e reparei que ele ainda estava a dormir.


Com cuidado, fui até à cama dele e observei a sua cara de anjo a descansar, estava tão querido que até parecia um crime acordá-lo. Então, percorri os cabelos dele com os meus dedos, fazendo-lhe festas.


- Amor? - disse ele, ainda meio ensonado, enquanto abria os olhos.


- Bom dia, meu fofo. Dormiste bem? - exclamei eu, enquanto ele se sentava na cama e me puxava contra si.


- Também... – fez-me sentar no colo dele e beijou-me - E tu?


- Lindamente, que nem uma pedra. - sorri, retribuindo-lhe o beijo.


- Vou só lavar a cara e já te preparo o pequeno-almoço, ok? - disse ele ao sentar-me na cama.


- Deixa estar que eu preparo. Queres cereais?


- Sim, por favor. - disse ao dirigir-se à casa-de-banho.


Isto parecia surreal, parecia um sonho: eu e ele sozinhos numa casa.


Levantei-me e dirigi-me à cozinha, começando a preparar-lhe o pequeno-almoço como lhe tinha prometido. Quando já estava a colocar o leite quente nos cereais ele apareceu por detrás de mim e abraçou-me o que me fez entornar um pouco de leite na bancada com o susto.


- Bolas, assustaste-me...


- Desculpa amor, apenas não acredito que isto seja real, parece tudo tão bom. Porque não preparaste uma taça de cereais também para ti?


- Eu queria tomar um banho antes, se não te importasses.


- Claro, vou-te só buscar uma toalha.


- Não é preciso, eu trouxe a minha. - disse enquanto percorria o corredor em direcção à casa-de-banho.


A casa-de-banho dele era um espanto, tinha tudo arrumadinho e estava tudo a brilhar. Liguei o chuveiro para a água começar a aquecer enquanto fui ao quarto buscar os produtos de higiene e a toalha. Quando ia de volta para a casa-de-banho, ele vinha na minha direcção:


- Estão ai uns produtos de banho, se quiseres usar.


- Obrigado... – reflecti um pouco e então ganhei coragem – Queres tomar banho comigo?


- O quê? - perguntou ele, perplexo.


- Eu perguntei... se querias tomar banho comigo... Só se quiseres claro... – baixei a cabeça, face à vergonha que estava a sentir.


- C-claro que sim. Eu... eu vou só buscar uma toalha para mim. Já volto.


Entrei na casa-de-banho de novo e fiquei a contemplar a água a sair do chuveiro, não estava a acreditar no que me estava a acontecer, até que a voz dele me quebrou o raciocínio.


- Voltei. - disse ao pousar a sua toalha perto da minha.


Comecei a despir a t-shirt e foi então que reparei que ele estava estagnado a olhar para mim.


- Tencionas tomar banho vestido?


- Ah, pois é...


Também ele se começou a despir e eu despi-me até ficarmos ambos em boxers. Ficámos a olhar um para o outro até que eu despi os boxers e fiquei completamente nu em frente a ele. Ele olhou-me e só depois despiu os dele.


Fiquei também a olhar para ele: tudo nele me atraía, todos os músculos, todas as linhas do seu corpo. Aos meus olhos, ele era lindo.


Depois de me aperceber que estava a ficar excitado, baixei o olhar rapidamente, envergonhado. Foi então que ele se aproximou de mim e beijou-me.


- Acho que já estamos a desperdiçar água demais. - disse ele a rir.


Entrámos os dois no duche e ambos passámos os nossos corpos pela água morna. Peguei no gel de banho e passei em mim, enquanto ele fazia o mesmo. Depois, passei o champô no cabelo e então, passei pelo chuveiro de novo ao mesmo tempo que ele e chocámos um no outro. Os nossos corpos nus, juntos como um só. Foi então que percebi que ele também estava excitado. Abraçamo-nos e beijámo-nos. Apalpei-o e ele a mim: tudo o que eu fazia, ele fazia-me também.


Esfregámo-nos e então saímos do duche, secámo-nos com as toalhas e seguimos para o quarto dele, apenas com as toalhas vestidas.


Sentámo-nos na cama dele e foi então que saltei para cima dele e beijei-o. Estávamos os dois deitados, um em cima do outro e foi então que tive outra ideia pervertida.


- Queres fazê-lo?


- O quê? - perguntou ele, completamente ingénuo sobre as minhas ideias.


- Tu sabes... aquilo... – fiz uma ligeira pressão sobre o corpo dele.


– Oh... Tu queres? - perguntou ele, curioso.


- Não me importava de o fazer contigo, mas só o vou fazer se o quiseres fazer.


- Eu gosto muito de ti e... também não me importava mas... eu não tenho preservativos aqui.


- Eu tenho. - sorri enquanto me levantei e peguei na minha bolsa de higiene e retirei dois preservativos.


- Tu já estavas a pensar nisto? - perguntou ele, horrorizado.


- Não, mas... nunca se sabe.


– És um pervertido...


– Sou um pervertido que te ama. - foi então que saltei para cima dele e tirei as nossas toalhas.


Foi então que tudo começou:


Comecei a beijá-lo e a abraçá-lo, tentei fazer uma introdução, lentamente desci a minha mão até ao sexo dele e comecei a masturbá-lo, enquanto que a outra mão passava por todo o seu corpo. Ele, com as suas mãos, agarrou-me as nádegas e começou a apertá-las enquanto, por vezes, forçava o seu dedo no meu ânus. Depois puxei-o para cima e comecei a forçar a entrada do seu ânus com o meu dedo, enquanto o masturbava e ele arfava. Mike parou de me tentar penetrar com o dedo e agarrou o meu sexo e começou-me a masturbar também. Como era bom ser masturbado por alguém: era uma sensação única. Olhei-o nos olhos e exclamei: "Estás pronto?" Ele disse que sim e beijamo-nos. Logo depois ele parou de me masturbar e eu comecei a forçar a entrada do seu ânus com a minha glande já coberta pelo preservativo. Fui forçando devagar até que ele já estava lubrificado e então penetrei-o totalmente fazendo-o soltar um gemido o que me fez ficar ainda mais excitado. Continuei a penetrá-lo agora com mais ritmo, enquanto suava e arfava ao mesmo tempo. Beijava-o e passava com as minhas mãos sobre o seu corpo apertando-lhe os mamilos e também o masturbando. Estava-me quase a vir quando parei com um gemido e retirei o pénis de dentro dele. Rapidamente invertemos a posição e fiquei eu por debaixo dele. Ele penetrou-me primeiro com o dedo para lubrificar e só então forçou a entrada com a sua glande tambem coberta pelo preservativo. Penetrou-me totalmente enquanto eu também lançava um gemido de prazer tal como ele. A sensação era estranha mas era boa, apesar de doer. Ele começou com lentos movimentos de vai e vem, sendo carinhoso. Enquanto isso beija os meus lábios e o meu corpo. Acelerou o movimento de vai e vem quase me levando ao extase, foi então que começou a masturbar-me e passado uns minutos eu gritei "Pára". Ele ficou quieto e perplexo a olhar para mim "O que foi?". "Estou-me quase a vir.", justifiquei. Foi então que ele saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado. Depois, pegou no meu pénis e começou a masturbar-me de novo. Fiz o mesmo. Masturbamo-nos um ao outro até que nos vimos, ao mesmo tempo. Dois jactos de esperma jorraram sobre os nossos sexos, em conjunto. Saboriamos o liquido um do outro e foi então que nos abraçamos e beijámos. Amo-te repetimos juntos e ficamos os dois juntos na cama a repousar.


Quando acabou, pareceu que tinha durado pouco. Ficámos deitados na cama, juntos com os nossos corpos nus a tocarem-se.


- Adorei que a minha primeira vez fosse contigo. E tu? - perguntei, beijando-o.


- Também, não me desapontaste. - terminou com um beijo e um apalpanço.


- Queres tomar só mais um duche? Para nos limpar-nos das... impurezas?


- Claro... depois eu envio-te a conta da água para casa.


- Oh... desculpa - deixei a minha cabeça afundar-se no peito dele.


- Estava a brincar, toino. Vamos lá? - disse ele ao levantar-se e a puxar-me.


Tomámos um duche rápido desta vez, só passámos a água pelo corpo e trocámos mais algumas carícias.


Depois do duche, secámo-nos e vestimos uns calções.


O Mike ajudou-me a fazer outra taça de cereais, pois a outra já estava fria, e ficámos sentados no sofá a ver televisão, encostados um ao outro, enquanto trocávamos colheradas de cereais e beijos.


Aquele tinha sido o melhor dia da minha vida."



O balneário
"Os treinos de basquetebol tinham finalmente terminado. Cheguei-me ao pé do Mike e sussurrei-lhe ao ouvido “Vens, meu amor?” e ele respondeu-me “Claro, fofo”. Entrámos no balneário e despimo-nos muito lentamente, deixando os nossos colegas despirem-se primeiro.


Falámos um com o outro sobre o treino, enquanto alguns colegas nossos se juntavam à conversa. Foi então que os nossos colegas de treino foram tomar banho, eu e o Cláudio ficámos a ver os belos corpos nus dos nossos companheiros a passar à nossa frente, enquanto alguns já estavam no duche com a água a escorrer-lhes por todo o corpo.


Fechei os olhos por alguns minutos e respirei fundo, não me podia excitar naquele momento. Depois, o meu namorado tirou os boxers e foi para o duche. Eu, como um amante fiel, segui-o. Estivemos a tomar banho um ao lado do outro, mas de costas para não nos excitarmos ao vermos os corpos nus um do outro. Tomamos um duche calmo e lento. Á medida que os nossos colegas iam saindo, eu e ele aproximávamo-nos um do outro.


Chegou o momento em que ouvimos o som da porta do balneário a ser fechada pela última pessoa que estava lá dentro além de nós. Tinha chegado a nossa hora: começamo-nos a beijar e a acariciar, enquanto os nossos membros sexuais se elevavam.


- Amo-te – disse-me ele ao ouvido enquanto me beijava e mordia o pescoço.


- Prova-o… – empurrei a cabeça dele para baixo e ele agachou-se, rindo.


- Com todo o prazer! – foi então que ele me apalpou as nádegas e pegou no meu pénis, começando a masturbar-me lentamente. Depois, lambeu a cabeça e, em seguida, meteu-o todo dentro da boca.


Começou-me a fazer um oral lento, aumentando de velocidade gradualmente, até que abanou a língua na parte entre o pénis e as bolas, o que me excitou imenso. Mike começou a chupar-me com mais força e mais rapidez. Lambia um pouco a cabeça e depois voltava a chupar todo o membro.


Foi então que eu disse “Pára!”. Ele levantou-se e foi a minha vez. Baixei-me e fiz-lhe exactamente o mesmo com todos os pormenores, enquanto lhe enfiava um dedo no ânus como ele gostava. Chupei a cabeça e passava a língua à volta dela, deixando-o quase a vir-se. Voltei a fazer-lhe um oral normal, por vezes masturbando-o com a mão.


- Pára! – disse ele, aflito – Acho que devemos mudar de estratégia.


- Também acho… - levantei-me, virei-o de costas para mim e empurrei-o contra a parede fria dando-lhe uma forte palmada no rabo, obrigando-o a soltar um “Ai!”.


- Preparado?


- Sim – respondeu ele com uma voz tímida.


Então penetrei-o de uma só vez, a água era um óptimo lubrificante, logo não iria sangrar. Penetrei-o arduamente, sem dó nem piedade, a cada estocada ele soltava um gemido de prazer.


Passado algum tempo de o penetrar, peguei no seu pénis e comecei a masturbá-lo. Em sintonia, a masturbação e a penetração fizeram-no ejacular, jactos de esperma caíram para o chão do duche e para a minha mão.


- Lindo menino… - retirei o meu pénis de dentro dele e dei-lhe outra forte palmada no rabo, fazendo-o ficar bem vermelho.


- Agora nós… - fui interrompido pelo som da porta do balneário a abrir.


- André? – exclamou o Boss do outro lado da parede que dividia a parte do vestiário com a do duche.


Congelei, se ele me apanhasse ali era o fim, foi então que espreitei para fora e vi-o especado à porta do balneário com o saco desportivo ao ombro.


- Que foi? – exclamei eu, nervoso.


- Estou à tua espera à meia hora e ainda não saíste?


- Eu… eu já saio, estou quase a acabar. Saio já, prometo.


- Ok, mas despacha-te…


Boss saiu pela porta, mas conseguia ver a sua sombra do outro lado, voltei para o pé do Mike.


- Podias o ter convidado… - disse ele com um sorriso maroto – Coisas a três devem ser divertidas.


- Tu sabes muito, menino Mike. Agora, toca a vestir. Eu saio primeiro que é para tirar o Boss daqui e tu sais depois, ok?


- Ok.


Passamos os nossos corpos por água, secámo-nos e vestimo-nos. Demos um longo beijo e a seguir sai.


Tal como prometido, Boss estava à minha espera:


- Estava a ver que nunca mais vinhas… O que é que estavas a fazer? – perguntou ele intrigado.


- Não tens nada a ver com isso. – respondi eu, sério.


- Acho que nunca mais vou entrar naquele balneário.


- Boss, deixa de ser tarado…


- Ya, ya… Conta-me histórias. – riu-se


À medida que nos afastávamos riamo-nos e apreciávamos as raparigas da claque. Foi então que olhei para trás e vi-o a sair do balneário.


O plano tinha corrido bem."

PS: Se quiserem que poste as versões heterossexuais, digam nos comentários. Relembro-vos que aceito qualquer tipo de critica nos comentários.

PS2: Desculpem lá a pornografia, eu sei que tenho estado muito porco estes dias (é das companhias de MSN LOL)

terça-feira, 8 de junho de 2010

Cheiros

Segunda:
Penúltima semana de aulas, finalmente, este ano estava difícil de terminar.
As aulas passaram depressa, pois metade da turma estava nos inter-turmas, logo as aulas até passaram rápido.
Á tarde, como não tive aulas, fui com a minha mãe ao Vasco (Miguel, where are you, my friend?), e tivemos por lá a passear e ás compras. Decidi que estas férias iria apostar na minha aparência e que ia cuidar de mim, por isso comprei alguns cremes para a pele e comprei um perfume novo (Allure da Chanel) e acabei por passar na Fnac e comprar o novo livro de Stephenie Meyer, "A Breve Segunda Vida de Bree Tanner", no entanto ainda não o comecei a ler, pois estou a terminar de ler os "Anagramas de Varsóvia" de Richard Zimmler. Amo os livros de Zimmler, só tinha lido o "Último Cabalista de Lisboa" e amei, é interessante a forma como ele cria um thriller desde o princípio, até ao fim do livro. É também fascinante o facto de ele, em cada livro (pelo menos daqueles que li) inserir uma personagem homossexual e desenvolvê-la ao longo da trama.
Voltando ao assunto de cuidar de mim, decidi, começar a tratar da minha pele (morte ao acne) e a fazer um treino intensivo de exercícios para tonificar o meu corpo, mas não demasiado. Quero tonificar mais os músculos nos braços e nos abdominais, quero desenvolver mais os músculos do peito, que não se notam assim muito.  Também queria tonificar mais o meu rabo e empiná-lo um pouco, ganhar um típico bubble butt que eu adoro (como está representado na imagem abaixo), mas não sei exactamente uns exercícios especificos para fazê-lo portanto faço uns para tonificar o rabo o que têm feito alguns resultados. Se tiverem alguns exercícios que me possam dizer, estejam à vontade.

Terça:
O Tuga sentou-se ao meu lado em Matemática, pareciamos dois putos a fazer cócegas um ao outro e a chatearmo-nos um ao outro. Ele continua com aquelas toques e a apertar-me as bochechas e etc. Volta outra vez a confusão à minha cabeça lol.
Hoje também apresentei o Trabalho em Filosofia, era só a Estética e eu escolhi uma música (Requiem for a Dream de Clint Mansell - oiçam porque é óptima) e até correu bastante bem, os meus colegas ficaram com a música no ouvido e só me pediam para lhes passar a música.
À tarde fiz o teste de Português, o último do ano, era bastante fácil, veremos como me correu.

E com isto tudo faltam apenas 8 dias para acabarem as aulas e depois... FÉRIAS

Fiquem bem!

PS: Apesar de não responder aos comentários, eu leio-os todos e agradeço a quem comenta, muito obrigado.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Tristezas e Alegrias

Há já algum tempo que não tenho postado nada, por isso aqui vai o meu relato da semana, que é bastante rico:

Segunda:
Foi um dia normal, tive teste de Educação Física que me correu bem, além disso nada de especial.
Á noite, enquanto estava a estudar chateei-me com a minha mãe, ela fica furiosa com as coisas dela e depois descarrega em mim e isso eu não tolero.

Terça:
O teste de Biologia correu-me mais ou menos, provavelmente vou ter negativa (ou não). Chateei-me com a minha mãe mais uma vez por uma coisa completamente estúpida, o que vale é que á tarde quando eu fui ao dentista ela estava mais calma. Ainda nas aulas, comuniquem bastante com o Tuga e até trocamos alguns olhares e ele chegou-me a segurar a mão e eu fiquei muito parvo a olhar pra ele.
No dentista foi bastante fácil, nunca tive medo de ir, nem quando era mais puto. Aliás, a dentista é espectacular e as suas intervenções são rápidas e indolores, é fantástica.
Nesse dia tinha decidido que ia estudar a sério para Físico-Quimica, mas para meu azar, cheguei tarde a casa e ainda por cima tinha faltado a luz, conclusão, tive de passar as fórmulas para a máquina de calcular à luz da lanterna e rever umas coisinhas rápidamente. A luz só veio ás 22 e como eu estava com uma dor de cabeça tão grande acabei por ir logo pra cama.

Quarta:
De manhã revi um pouco da matéria de Físico-Quimica rapidamente, mas verdade seja dita, não estava com vontade nenhuma.
O teste correu-me mais ou menos, mas eu coloquei bastantes fórmulas, e a professora conta um pouco por isso.
Em Filosofia a professora disse que tinhamos de apresentar uma obra de arte para a próxima semana e eu comecei logo a pensar e a pensar e achei a música Requiem for a Dream de Clint Mansell perfeita para o caso, tenciono apresentá-la.
Depois à tarde enquanto iámos pra casa eu e o Tuga trocámos novamente alguns olhares e ele começou a dizer (na paragem do autocarro, em que estava o Boss e mais algumas pessoas) que a pila dele, tesa, tinha a grossura do seu pulso e comprimento de metade do seu ante-braço. Eu e o Boss começámo-nos a rir e a dizer-mos que ele era um mentiroso, que isso era practicamente impossível, mas ele recusou-se a negar. Também conversámos (eu, o Tuga e o Boss) sobre a maneira como colocávamos a pila dentro dos boxers, eles disseram que punham um bocado de lado e eu disse que a punha simplesmente no meio, naquela parte apropriada do boxer, porque sinceramente, se a pusesse de lado ela saia dos boxers.
Depois ao despedir-me do Tuga, retribui-lhe o carinho de Terça e fiz-lhe uma festa no cabelo, ele não se importou.

Quinta:
Bem dito feriado, estava mesmo a precisar de descansar depois de dois dias de testes, estava estafado.
Ou seja, domir, comi, joguei, vi televisão, prazer total, não fiz nenhum. Digam lá se não sabe bem?

Sexta:
Hoje foi um dia de bastantes emoções.
Recebi o meu teste de matemática, tive 4, se a professora me der um 7 vou pensar seriamente em mudar de área, caso contrário continuo em Ciências, porém, pro ano, terem de me aplicar muito mais e desta vez a sério, porque o 11º ano não deve ser fácil. Neste aula o Tuga também esteve ao meu lado a ajudar-me a corrigir o teste e, apesar de ele ás vezes errar em certas coisas, não me importei de ele estar ali comigo, próximo de mim, com as nossas pernas a tocarem-se e os nossos olhares a cruzarem-se. Até fiquei teso, só com a presença dele ali, foi óptimo.
Depois em Inglês tivemos basicamente a falar, pois a professora não tinha mais matéria para dar.
Depois de saírmos de Inglês eu tinha de ir buscar os ténis ao cacifo, mas como o Tuga ia lá eu não fui e além disso tinha tempo de ir lá. A minha razão pra não ir lá enquanto o tuga lá estivesse é que o meu cacifo é no chão e o do Tuga é aquele que está mais em cima, ou seja, eu tinha de ficar agachado e ele de pé, como se o estivesse a mamar. O Tuga, quando foi ao cacifo disse-me com grande lata e aos sorrisinhos: "Ah André, então não vens ao cacifo?" E eu disse-lhe que não que ia mais tarde. O Boss que estava ao meu lado começou-me a gozar a dizer "Ah, vai lá que o rapazinho chamou-te, vai lá..." Acabei por mandar o Boss pro caralho e que quem tinha os paneleiros atrás dele era ele.
Em Educação Física fizemos desportos variados, nada de especial. No fim até recebemos o teste: Tive 16,4.
O bom, bom deste relato vem agora... Então não é que eu, enquanto me estava a vestir no balneário me apercebi de umas coisas que se passavam mesmo ao meu lado: um colega meu andava a baixar os boxers (não lhe vi o cu, pois estava de frente pra ele) e foi então que o Tuga começou a falar para ele começar a fazer a depilação e isso. Eu, esperando que o Tuga mostrasse o resultado da sua depilação, mantive-me atento e foi então que ele se vira, empina o rabo e baixa os boxers.
Foi ai que eu morri, apartir do momento em que vi aquele rabinho lindo, empinado, rapadinho, o meu subconsciente começou a trabalhar e lá fiquei teso (foi a primeira vez que isso me aconteceu num balneário) e apeteceu-me logo tirá-la pra fora e enviá-la naquele buraquinho que a gente sabe. Comecei a hiperventilar e só me apetecia sair dali, estava a sufocar. Rapidamente vesti as calças para disfarçar a saliência. Acabei de me vestir e fui cá para fora, ainda em êxtase. Logo pedi ao Boss para me acompanhar até ao cacifo para não me encontrar com o Tuga.
Apartir dai não o vi mais, mas ele parecia-me plenamente à vontade depois de ter feito aquilo. O que é certo é que o Boss anda cada vez mais desconfiado que ele é gay e eu também, estive quase para perguntar à melhor amiga dele se ele era, mas não tenho lata pra isso.
Já nem consigo pensar, de tão baralhado que estou.

Por hoje é tudo, acho que já têm matéria que chegue, desculpem-lá a linguagem explícita, mas com momentos como este não estou pra rodeios. Perdoem-me se feri algumas mentes, não era minha intenção.

Fiquem bem!



PS: o rabo do Tuga é mais ou menos assim, mas menos arrebitado, mas igualmente delicioso.